GERAL
Typography

Um século de história, no próximo dia 16 de Julho, familiares e amigos se reunirão para comemorar o aniversário de número cem da Cacequiense Cora Vieda Brasil. “Vó Cora" como é carinhosamente chamada por todos tem reconhecimento na comunidade em geral. Uma ampla programação foi organizada com direito a benção, missa e até carreata pela cidade.

100 Anos - Cora Viedo Brasil

 

Aos 16 dias do mês de julho de 1916, nascia no Distrito de Umbu, pertencente a cidade de Cacequi, Cora Viedo Brasil, filha de Manuel Carvalho Leal e RosauraViedo. Teve 07 irmãos, sendo ela oterceirofilho e primeira filha mulher.

Ainda quando criança batizou-se na capelinha da vila chamada de Suspiro, pertencente a cidade de São Gabriel, tendo como madrinha Tereza e padrinho Bonerjo.

Teve uma infância feliz com seus pais, irmãos, tios, primos que moravam ao redor.

Quando completou 15 anos, perdeu sua mãe, ficando responsável pelos seus irmãos. Necessitou aprender a fazer as tarefas da casa, até mesmo fazer roupas para seus irmãos. Seu pai comprava as peças de tecido e ela tirava os moldes e cortava, sem ninguém ensinar, assim foi aprendendo até chegar a fazer bombachas.

Aos 22 anos, casou-se com Amado Jobim Brasil, no vilarejo do Pau-fincado. Tiveram 08 filhos, sendo 05 homens e 03 mulheres. Desses, 03 morreram quando bebês.

Aos 51 anos, novamente a vida lhe pôs à prova.  Ficou viúva, com os filhos ainda crianças. Mas, com garra conseguiu criá-los com muito amor, valores, religiosidade.

Para criar seus filhos, realizou muitos afazeres como: lavou roupa para fora, fez frios, doces, crochê, costura.

Nunca deixou de lado a religiosidade. Foi uma das fundadoras da Capela São Pedro, onde até hoje participa. Foi presidente do Clube de mães da capela, realizando chás beneficentes, bingos para arrecadar fundos para melhorar a estrutura da capela, como também, ajudar as pessoas necessitadas. Participou de diversas Romarias da Terra, sempre carregando um dos netos.

Não podemos deixar de falar que sempre gostou de carnaval, desfilou na Escola de Samba do bairro Povo Novo, e até hoje com sua cadeirinha vai para a Avenida prestigiar as escolas de samba.

Vó Cora sempre foi muito bem quista por todos, de modo especial pelos sobrinhos tanto da parte dela, como do seu esposo. Também, por toda a vizinhança que a chamava a qualquer hora do dia ou da noite para aplicar injeção. Além, de ter dado banho em praticamente todos os netos era chamada para dar banho nas crianças recém nascidas da vizinhança.  Não é por acaso que muitos até hoje lhe chamam de “Mãe Cora”, “Vó Cora”, mesmo não sendo da família.

Hoje com os seus 05 filhos, já está na 4ª geração, sendo 11 netos, 12 bisnetos e 02 taranetos, todos apaixonados pela pessoa da Vó Cora.

Fica a frase que Vó Cora encerrou seu depoimento:

 

“A vida não foi fácil, só eu sei o que passei, as vezes não gosto de lembrar, mas agradeço a Deus a força que ele me deu”.

 

Assim, fica uma lição de vida para cada um de nós, mesmo não sendo fácil, que tenhamos forças para alcançarmos tudo que desejamos.

No dia 16 de julho de 2016, estamos celebrando seus 100 anos, momento único e especial. Agradecemos a Deus pelo dom de sua vida.

Todos os dados descritos nesse texto foram falados pela própria Vó Cora que emocionada descreveu todos os detalhes. 

 

13323859_1169613203082839_1000032445_o.jpg

820d9fd8-9c11-4173-90b2-788d66b8633c.jpg

quei.jpeg

3c0de501-92ca-4734-9fd6-701a7596aea2.jpg

13598816_1192561604121332_1634033518_n.jpg

13607956_1192561760787983_1928528009_n.jpg

CURTA NOSSO FACE!!

FIQUE INFORMADO,RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DIRETO NO SEU E-MAIL:
Google+