GERAL
Typography

-
Texto:JORNAL NOROESTE:
Foto:JORNAL NOROESTE

 

CÂMERA CACEQUI

Em cerca de 30 municípios, a empresa fecha 2014 entre as três maiores geradoras de renda.

Mesmo passando por reestruturação de seus negócios, a Camera continua na lista das principais geradoras de ICMS nos municípios onde a empresa está inserida. Para se ter uma ideia de sua importância no cenário econômico e social, basta ver os números de 2014. No ano passado, a companhia deixou aos municípios onde atua mais de R$ 172 milhões em valor adicionado do ICMS. Estes recursos servem para o cálculo da Secretaria Estadual da Fazenda na hora da distribuição do repasse do imposto arrecadado e entrarão nos cofres dos municípios no decorrer de 2015.

Os valores incluem o adicionado do ICMS resultado das atividades diárias junto as 30 municípios gaúchos na qual a indústria mantém suas unidades e plantas industriais. Em muitos casos, a Camera fecha 2014 entre as três maiores empresas geradoras de ICMS no município, sendo que, em muitos deles, como a maior geradora.

Para Santa Rosa, onde está localizada a matriz da empresa, devido a atividade industrial (agregadora de valor à soja colhida na região) o valor é de R$ 42,76 milhões, sendo que em 2013 foi de R$ 75 milhões.

Na lista aparecem ainda as cidades de Cacequi, Ijuí, Estrela e Santo Augusto, como as principais beneficiadas com o valor adicionado. Os números apontam e confirmam o grau de importância da Camera na economia gaúcha.

RESULTADOS EM ALGUNS MUNICÍPIOS:

Santa Rosa R$ 42.769.657,16

Cacequi R$ 23.249.900,37

Ijuí R$ 24.208.697,10

Estrela R$ 18.432.218,64

Santo Augusto R$ 8.490.650,42

São Borja R$ 7.259.530,70

Santo Ângelo R$ 6.444.260,20

Santo Cristo R$ 6.408.663,22

Santa Maria R$ 6.221.774,47

Maurício Cardoso R$ 4.038.340,31

São Miguel das Missões R$ 4.393.228,61

CURTA NOSSO FACE!!

FIQUE INFORMADO,RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DIRETO NO SEU E-MAIL:
Google+